AO VIVO

Por: Aline Klug

O Pelotas fez sua reestreia no Campeonato Gaúcho no último final de semana, e o resultado não foi o esperado pela equipe de Ricardo Colbachini. Porém, não há muito tempo para lamentação, já que amanhã o elenco entra novamente em campo às 15 horas, quando enfrenta a equipe do São José, pela 6ª rodada do estadual.

Na tarde desta terça-feira (28) o zagueiro Felipe Chaves respondeu algumas perguntas enviadas pela imprensa, à distância, uma vez que a delegação está em Bento Gonçalves, onde realizou treinamentos na dia de hoje.

Uma das características mais perceptíveis no time de Colbachini é a necessidade de jogar com a bola no chão e presar pela posse. O zagueiro mostra-se empolgado com a nova filosofia de jogo, que o próprio chama de “futebol mais novo”.

Uma das mudanças do novo técnico foi a adaptação no elenco, mesmo com peças novas, o treinador optou por manter Chaves e Santana, já experientes na Boca do Lobo como titulares. Questionado sobre como está sendo jogar ao lado do volante de origem, o zagueiro exalta a qualidade do companheiro de sair com a bola, uma dupla que pode vir a agradar o treinador por cumprir seu estilo de jogo proposto. “Você pode dar a bola apertado para ele que ele vai sair do marcador, então facilita a forma de jogar do professor” declarou ele.

Um dos problemas encontrados pelo time foi na partida de domingo, contra o Caxias, foi quanto a bola parada, Felipe julga possíveis falhas nestas jogadas como pouco tempo de treinamento. “Sabemos que bola parada define jogo e estamos focados em melhorar” diz o zagueiro que complementa, afirmando que com o tempo de preparação que a equipe terá para a Série D este problema será solucionado.

Um dos assuntos que virou debate desde a retomada dos jogos no Estado foi quanto a qualidade dos gramados, que mostra-se bem inferior e a quantidade de jogos em um mesmo estádio, em um curto período, tem também seu mérito sobre a danificação. A qualidade do palco pode prejudicar os jogos, principalmente daquelas equipes que preservam a posse e controle da bola, como é o caso do Pelotas. Nesta última rodada da fase classificatória, o lobo jogará no CT Hélio Dourado, cujo campo apresenta uma qualidade superior. “Quanto mais o campo for melhor, melhor pra nós que temos essa qualidade de poder ficar com a bola, nosso time que fica muito com a bola, roda e procura espaço consegue ser beneficiado” afirmou o zagueiro.

Falando em jogo, nada de baixar a cabeça. O Pelotas não tem mais chances de classificação para a semifinal do Campeonato Gaúcho, porém não leva a partida de amanhã como um treinamento. Segundo o zagueiro será “partida para buscar os 3 pontos”.

Imagem: AI/ECP