Por: Aline Klug

A volta do futebol gaúcho segue dependendo do aval das autoridades. Enquanto isso, as equipes treinam em casa, no caso dos times de Pelotas, cujas atividades não foram liberadas pela prefeitura. O Brasil, segue treinando forte visando uma volta sólida e altos objetivos para as competições que enchem o calendário do clube. Para falar sobre essa preparação, conversamos com o técnico rubro-negro, Hemerson Maria.

Muitos não concordam com a volta do futebol, porém treinadores e atletas contam os dias para que a bola volte a rolar. “Temos boas notícias, esperamos que elas se concretizem o mais rápido possível para que possamos iniciar os trabalhos presenciais e na sequência realizar as competições que o Brasil tem nesta temporada 2020“, afirma Maria.

A comissão rubro-negra segue trabalhando em home office, analisando, estudando e projetando o que pode ser o reinício de um grande ano para o xavante. Também em casa seguem os treinamentos do elenco rubro-negro, entre reuniões com o novo mandatário e atividades passadas pelo preparador físico Alexandre Souza, o plantel vem preparando-se desde o dia primeiro de maio. “A avaliação desse período tem sido o mais positivo possível, nós procuramos nos aproximar ao máximo ao ambiente do vestiário, mudamos a questão da rotina dos atletas” afirma o treinador, referindo-se a questão de horários e alimentação.

Preparação

Acha que está fácil a vida dos jogadores? O técnico detalhou à Rádio Universidade o cronograma que implantou no dia a dia dos atletas, que seguirá até a volta das atividades presenciais. O elenco tem, diariamente, às 16 horas treinamento físico, com atividades supervisionadas e orientadas pelos preparadores Alexandre e Natanael. Atividades aeróbias são realizadas três vezes por semana e aos sábados palestras táticas são realizadas por Maria, visando repassar os conceitos que o novo treinador quer implementar no elenco.

Caso o Gauchão seja autorizado a retornar na data prevista para julho, o prazo de 25 dias de treinamento, almejado pelas equipes de Pelotas, não será possível. Porém enquanto o estadual não é definido, o Campeonato Brasileiro já tem uma data para iniciar, pensando nisso Maria intitula os dias projetados de “pré-temporada” como aceitável para definir a parte física e a realização de atividades coletivas para que seja possível desenhar o modelo de jogo.

Contratações

Hemerson nunca escondeu que tem o aval da direção rubro-negra para buscar atletas para posteriores contratações, o técnico possui um banco de dados próprio com atletas de seu conhecimento e números importantes destes, o que facilitaria a escolha de profissionais para compôr o elenco rubro-negro.

Porém, para falar em contratações, Maria pede calma e cautela. “O que o torcedor tem que entender é o que o Brasil hoje já tem um grupo de 29 atletas, então eu não tive nenhum contato em treinamento com o jogadores, então não adianta nada ta contratando oito ou seis jogadores sem ter um conhecimento do grupo” afirma ele, complementando que apenas o tempo de treinamento dará condições para uma análise de qual posição está mais necessitada de recomposição.

Por se tratar um elenco grande, o experiente treinador fala em buscar qualidade e não quantidade, e uma análise minuciosa está sendo feito por toda comissão, principalmente visando a disponibilidade financeira do clube. “Uma equipe como Brasil com orçamento um pouco mais modesto não pode mais errar nas contratações” declara, ainda segundo ele, há uma procura por um perfil de atleta aguerrido e com uma boa questão psicológica, que sabe lhe dar com pressão ainda das arquibancadas.

%d blogueiros gostam disto: