O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) liberou, nesta terça-feira (30), mais 9,7 quilômetros de pista duplicada da BR-116, nos municípios de Tapes e Sentinela do Sul. Esta última entrega marca a conclusão de cerca de 40% da duplicação da rodovia.

O trecho, localizado entre o km 363 e o km 373 da rodovia, integra o lote 3 do empreendimento, que possui 211,2 quilômetros de obras de duplicação de Guaíba a Pelotas e está dividido em nove lotes construtivos. “A entrega de mais um trecho duplicado da BR-116/RS é de grande relevância, pois além de aumentar o conforto e a segurança dos usuários, esta é uma importante via de escoamento da produção brasileira até o porto de Rio Grande, fazendo também a ligação do país com o Uruguai, importante parceiro comercial”, avaliou o diretor-geral do DNIT, general Antônio Santos Filho.

Este será o quinto segmento de pista dupla da rodovia liberado somente em 2020. No ano passado, foram abertos ao tráfego outros três trechos, totalizando assim 83,7 quilômetros entregues aos usuários da rodovia. A expectativa é concluir toda a duplicação até o final de 2021.

Trechos já liberados: Até o momento, já estão em operação trechos duplicados nas cidades de Pelotas, São Lourenço do Sul, Camaquã, Turuçu, Cristal e Barra do Ribeiro.

Em operação:

Pelotas: 19,65 quilômetros (liberados em agosto de 2019)
São Lourenço do Sul: 12,25 quilômetros (liberados em agosto de 2019)
Camaquã: 15,1 quilômetros (liberados em agosto de 2019)
Turuçu: 7,7 quilômetros (liberados em março de 2020)
São Lourenço do Sul: 5,1 quilômetros (liberados em março de 2020)
Cristal: 9,2 quilômetros (liberados em março de 2020)
Barra do Ribeiro: 5 quilômetros (liberados em abril de 2020)
Tapes/Sentinela do Sul: 9,7 quilômetros (liberados dia 30 de junho 2020)

%d blogueiros gostam disto: