O Brasil anunciou hoje o desligamento do técnico Gustavo Papa, do preparador físico Manoel Lilles e do analista de desempenho Rodrigo Heffner. E para falar sobre o assunto a Rádio Universidade conversou com o presidente rubro-negro Ricardo Fonseca, que explicou que a saída do comandante xavante se deu por conta dos resultados que o clube vinha apresentando e que esta parada no Campeonato Gaúcho ajudou a “acelerar” este processo.

Já vinhamos (direção) conversando internamente, avaliando jogo a jogo e chegamos a conclusão que era o momento certo para troca de comando ,esta que se não fosse feita agora, seria feita para a disputa da Série b.

O presidente também falou sobre a decisão, em 2019, de efetivar Gustavo Papa para comandante da área técnica rubro-negra e se houve arrependimento:

A aquisição do Papa foi unanimidade, tínhamos esperança nele , foi escolha certa mas não deu, não fizemos um bom campeonato, mas caso o Gauchão termine do jeito que está, tivemos a felicidade de dar permanência e de passarmos para a terceira fase da Copa do Brasil., foi um bom trabalho.

A direção ainda não fala em nomes que irão compor a nova comissão técnica, mas de acordo com Fonseca, o Brasil está a procura de um técnico que já tenha comandado times na Série b. E afirma que o futuro técnico já chega com a seguinte responsabilidade:

Temos contrato com jogadores até o final do ano, mas tem aqueles que o contrato vai até 30 de abril, o novo técnico vai precisar fazer uma avaliação para definir se vai ou não haver renovação com esses atletas..

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)