Viana economiza mais de R$ 350 mil em seis meses de mandato

Desde que assumiu como deputado estadual, há seis meses, Luiz Henrique Viana (PSDB)
economizou sozinho mais de R$ 350 mil. A quantia é resultado do corte de gastos com
assessores e cota parlamentar, além de restrição à utilização de diárias.

Os deputados podem contratar até 17 assessores em seus gabinetes. Viana, no entanto,
possui apenas cinco. Desta forma, a economia com pessoal atingiu R$ 164,4 mil no período
entre 1 º de fevereiro e 31 de julho. “Para o trabalho que me propus a fazer, com a aprovação
das pessoas que confiaram em mim, é mais do que suficiente”, declarou o deputado.

Das 187 diárias disponíveis para serem utilizadas pelo gabinete até o final do ano, o
parlamentar usou apenas uma e meia para ir a Brasília. Na última viagem, participou de uma
reunião com o presidente Jair Bolsonaro para tratar das obras de duplicação da BR-116, uma
pauta fundamental para o desenvolvimento da Zona Sul e do restante do Estado. Já os seus
assessores não gastaram nenhum centavo com diárias. Com isso, o gabinete economizou até
31 de julho o total de R$ 114,6 mil.

Na Assembleia Legislativa, os deputados também possuem uma cota parlamentar mensal de
R$ 16,5 mil para gastar com combustível, material de expediente, passagens aéreas e
impressos. Dos R$ 100,1 mil disponíveis nos seis meses de mandato, Viana poupou R$ 72,3
mil, o que representa uma economia de 72%.

Atuação parlamentar

Em reuniões com o vice-governador e secretário estadual da Segurança Pública, Ranolfo Vieira
Júnior, e com o comandante-geral da Brigada Militar, coronel Mário Ikeda, Viana também atuou
para que Pelotas fosse contemplada com o Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque). O
decreto foi assinado recentemente pelo governador Eduardo Leite. A nova unidade será
instalada neste mês com 110 policiais militares.

Em seis meses, o deputado já protocolou quatro projetos de lei. A última proposta apresentada
torna a Fenadoce patrimônio histórico e cultural do Rio Grande do Sul. É um reconhecimento
da tradição doceira de Pelotas e região, que, em 2018, foi declarada como Patrimônio Cultural
do Brasil.

Ele encaminhou também um projeto que assegura o atendimento prioritário a pessoas com
autismo e seus acompanhantes em estabelecimentos públicos e privados do Estado. O texto é
inspirado numa lei municipal de Pelotas, de sua autoria, quando era vereador.

O parlamentar propõe ainda que o pêssego e seus derivados, uma das culturas mais
importantes da região de Pelotas, sejam incluídos na merenda escolar da rede pública
estadual. Outro projeto beneficia pessoas com deficiência para que em eventos públicos
tenham acesso banheiros químicos adaptados.

Viana é titular de duas Comissões: Constituição e Justiça e Segurança e Serviços públicos.
Nos seis meses de mandato, emitiu um total de 48 pareceres. Criou também duas frentes
parlamentares: Conscientização sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA) e pelo
Fortalecimento da Ovinocultura .

Fonte: Assessoria

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)