O direito à moradia adequada é considerado um dos Direitos Humanos e está presente na Constituição Federal Brasileira. Através da Arquitetura, a Eficiobra – empreendimento incubado no Centro de Incubação de Empresas da Região Sul da Universidade Católica de Pelotas (Ciemsul/UCPel) – pretende garantir tal direito às populações em vulnerabilidade social. Em fase de pré-incubação, a iniciativa atua em sete projetos pilotos na Ocupação Uruguai e outros nove aguardam na lista de espera.

Idealizada pela arquiteta e urbanista, Cristina Rozinsky, a incubada propõe um ciclo de ações com início no levantamento de patologias, desenvolvimento de projeto, cálculo de orçamento e finalizado na execução da obra. O pacote é oferecido de modo a realizar a reforma de um cômodo por vez e os gastos podem ser pagos em até 24 parcelas. Além de acessibilidade ao serviço de assistência técnica, o empreendimento também visa incentivar as pessoas a arrumar suas casas em busca de melhor qualidade de vida.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)