AO VIVO

novo Painel Covid-19 de Pelotas foi apresentado, nesta quarta-feira (26), pela prefeita Paula Mascarenhas, durante transmissão de vídeo ao vivo nas redes sociais da Prefeitura. O sistema, desenvolvido pela Companhia de Informática de Pelotas (Coinpel), em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), será atualizado, diariamente, com os dados da pandemia do coronavírus no Município, possibilitando à população um melhor acompanhamento da situação. A volta às aulas presenciais da rede municipal de ensino, a vacinação dos profissionais da Educação e os imunizantes referentes à 2ª dose, que estão faltando na cidade, também foram temas abordados na live. 

O sistema, que pode ser acessado aqui, traz, assim como os boletins diários, os números da pandemia (número de positivos, recuperados, novos casos, exames em análise, óbitos diários e totais), além das taxas de letalidade e mortalidade do vírus e a evolução de todos esses dados. Em relação às internações em Pelotas, é mostrada a ocupação de leitos e a quantidade de pessoas que aguardam uma vaga. Além disso, o Painel traz as vacinas aplicadas, referentes à 1ª e à 2ª dose, e a taxa de transmissão do vírus – dado que servirá de balizador para a tomada de várias decisões.

De acordo com Paula, o novo modelo surgiu com a necessidade de ter um termômetro municipal, que mostrasse a realidade da cidade, para acompanhar a pandemia. “Ele vai ser importante para a gestão poder ver os números, para que os epidemiologistas e pesquisadores possam acompanhar a situação e, também, para a população em geral. Vai ser mais transparente e acessível”, afirmou.  

novo Painel Covid-19 de Pelotas foi apresentado, nesta quarta-feira (26), pela prefeita Paula Mascarenhas, durante transmissão de vídeo ao vivo nas redes sociais da Prefeitura. O sistema, desenvolvido pela Companhia de Informática de Pelotas (Coinpel), em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), será atualizado, diariamente, com os dados da pandemia do coronavírus no Município, possibilitando à população um melhor acompanhamento da situação. A volta às aulas presenciais da rede municipal de ensino, a vacinação dos profissionais da Educação e os imunizantes referentes à 2ª dose, que estão faltando na cidade, também foram temas abordados na live. 

O sistema, que pode ser acessado aqui, traz, assim como os boletins diários, os números da pandemia (número de positivos, recuperados, novos casos, exames em análise, óbitos diários e totais), além das taxas de letalidade e mortalidade do vírus e a evolução de todos esses dados. Em relação às internações em Pelotas, é mostrada a ocupação de leitos e a quantidade de pessoas que aguardam uma vaga. Além disso, o Painel traz as vacinas aplicadas, referentes à 1ª e à 2ª dose, e a taxa de transmissão do vírus – dado que servirá de balizador para a tomada de várias decisões.

De acordo com Paula, o novo modelo surgiu com a necessidade de ter um termômetro municipal, que mostrasse a realidade da cidade, para acompanhar a pandemia. “Ele vai ser importante para a gestão poder ver os números, para que os epidemiologistas e pesquisadores possam acompanhar a situação e, também, para a população em geral. Vai ser mais transparente e acessível”, afirmou.  

Após conversar com especialistas, epidemiologistas e pesquisadores, foi definido que a taxa de transmissão vai ser a base de decisões no que tange à volta às aulas. Quando esse número estiver abaixo de 0.9, o retorno é tranquilo; quando estiver entre 0.9 e 1.1, o retorno é possível, mas com muito cuidado; e, por fim, a partir de 1.2, as escolas devem permanecer fechadas. Até essa terça-feira (25), a taxa de transmissão, em Pelotas, era de 1.16.

Paula ainda falou sobre a vacinação dos profissionais de Educação, que está seguindo um cronograma, formulado pela SMS, que se estende até a próxima semana. Neste primeiro momento, o processo é dedicado aos professores e trabalhadores de apoio, que atuam no Ensino Infantil e no 1º e 2º anos do Ensino Fundamental.  

Doses faltantes

A fim de tranquilizar a população quanto ao controle das vacinas contra o coronavírus que são aplicadas em Pelotas, a prefeita detalhou que, devido a uma falha no envio de doses de CoronaVac por parte do governo do Estado – que resultou em uma diferença de quase 2.2 mil doses – e o fato de que a metade dos frascos vem com doses a menos (nove ao invés de dez, por exemplo), o Município está com um déficit de cerca de 10 mil imunizantes. 

Por fim, Paula pediu calma aos pelotenses e que aguardem a aplicação da 2ª dose para completar a imunização. Também lembrou a importância e a necessidade de seguir se protegendo, com a utilização de máscara, higienização e distanciamento social.

Por Marina Amaral/ASCOM

https://www.facebook.com/prefeituradepelotas/videos/4210465289016031