AO VIVO

A Secretaria da Saúde (SES) irá distribuir às Coordenadorias Regionais de Saúde, nesta quarta-feira, 251.200 doses da vacina Coronavac para zerar o deficit de segundas doses (D2) em atraso no Estado. Deste total, 188.800 doses chegaram ao RS na tarde de ontem e 62.400 são de lote enviado pelo Ministério da Saúde na semana passada.

Somando as duas remessas, iremos distribuir quantitativo suficiente para que todos os que tomaram a primeira dose com Coronavac possam completar o esquema vacinal, o que é fundamental para a eficácia do imunizante“, explica Tani Ranieri, chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs).

As CRSs 1ª (Porto Alegre), 8ª (Cachoeira do Sul), 13ª (Santa Cruz do Sul), 16ª (Lajeado), 18ª (Osório) e a Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre poderão retirar suas doses por via terrestre na manhã da quarta-feira. Os municípios próximos à capital também poderão retirar suas doses diretamente na Ceadi, no mesmo dia à tarde (Alvorada, Canoas, Esteio, Gravataí, Montenegro, Novo Hamburgo, São Leopoldo, Sapucaia do Sul, Taquara e Viamão).

Por via aérea, serão entregues as cargas das demais coordenadorias, com auxílio de avião e helicópteros da Brigada Militar e da Polícia Civil. Estão previstos pousos em Caxias, Santa Maria, Erechim, Palmeira das Missões, Santo Ângelo, Bagé e Pelotas.

Também chegaram ao RS no início da tarde desta terça-feira, no mesmo voo da remessa de Coronavac, mais 269.100 doses da Astrazeneca, que serão reservadas, por recomendação do Ministério da Saúde, para aplicação de D2. As vacinas ficarão armazenadas na Central Estadual de Distribuição e Armazenamento de Imunobiológicos (Ceadi) até o momento de enviá-las aos municípios. Não há atraso na D2 da AstraZeneca.

A SES já distribuiu doses suficientes para completar o esquema vacinal de todos os imunizados com a primeira dose desse fabricante que estariam em tempo de tomar a D2. Além disso, há estoque no RS para D2 de todos os que precisam completar o esquema vacinal até, pelo menos, a metade de julho.