AO VIVO

Até a próxima quinta-feira (15), haverá vacinação contra a Covid-19 nos bairros de Pelotas, para o público com idade entre 64 e 61 anos. Na segunda (12), idosos com 64 anos poderão ir às escolas municipais para receber a 1ª dose da vacina contra. Já na terça (13) e na quarta-feira (14), os contemplados são os de 63 e 62 anos, respectivamente. Por fim, na quinta, é a vez daqueles com 61 anos.

Serão 1 mil doses em cada dia, que serão distribuídas pela SMS nos sete pontos. Para tanto, o sistema de distribuição de fichas será repetido nos locais, das 10h às 15h.

Fique atento à programação:

  • Segunda-feira (12) – idosos com 64 anos ou mais;
  • Terça-feira (13) – idosos com 63 anos ou mais;
  • Quarta-feira (14) – idosos de 62 anos ou mais; e 
  • Quinta-feira (15) – idosos de 61 anos ou mais.

Confira o endereço das escolas:

– EMEF Balbino Mascarenhas – rua Cândido Augusto de Mello, 415 (Simões Lopes) 

– Colégio Pelotense – rua Marcílio Dias, 1.597 (Centro) 

– EMEF Ministro Fernando Osório – avenida Fernando Osório, 1.522 (Três Vendas) 

– EMEF Ferreira Viana – rua João Tomaz Munhoz, s/n° (São Gonçalo) 

– EMEF Afonso Vizeu – rua Francisco Moreira, 285 (Areal) 

– EMEF Francisco Caruccio – rua Leopoldo Brod, 3.220 (Três Vendas) 

– EMEF Francisco Barreto – rua Triunfo, 2.257 (Laranjal)

A arrecadação de alimentos não-perecíveis (como arroz, feijão, massa e outros), além de leite e produtos de higiene e limpeza também acontece nas escolas. Podem contribuir os beneficiados com a vacina e seus acompanhantes. As doações serão entregues à Secretaria de Assistência Social (SAS) e entregues a famílias em vulnerabilidade social ou que estejam enfrentando dificuldades financeiras devido à pandemia. 

Agilize a vacinação levando o formulário

O formulário de vacinação pode ser levado previamente preenchido pelos idosos. Ele está disponível para download no site da prefeitura, na aba ‘Formulário de Vacinação’. 

Quem optar por levar o documento precisa responder às questões que se encontram nas caixas com a indicação “preenchimento em letra de forma pelo paciente”. É importante ressaltar que não se trata de uma obrigação do cidadão, mas uma forma que o poder público encontrou para agilizar o processo de vacinação.

Quais documentos serão solicitados?

Tanto no drive-thru quanto nas escolas municipais, quem irá se vacinar deverá apresentar identidade, cartão SUS ou CPF e comprovante de residência na hora da aplicação.

Outro documento necessário é o atestado médico, para os seguintes casos: 

  • portadores de doenças reumáticas imunomediadas; 
  • pacientes oncológicos, transplantados ou demais casos de imunossuprimidos; e
  • pessoas que apresentaram reação anafilática confirmada a uma dose anterior de vacina Covid-19 ou a qualquer componente dos imunizantes. 

Além disso, quem faz uso de imunoglobulina humana deve se vacinar com, pelo menos, um mês de intervalo entre a administração da imunoglobulina e o imunizante, a fim de evitar que ocorra interferência na resposta imunológica. Não devem ser vacinadas as pessoas que apresentarem, nas últimas quatro semanas, sintomas gripais ou demais doenças febris.