AO VIVO

Desde que o governo passou a divulgar um mapa preliminar do Distanciamento Controlado, a partir da criação de uma instância recursiva, há três meses, o Rio Grande do Sul não apresentava um número tão baixo de bandeiras vermelhas – que correspondem a alto risco epidemiológico de coronavírus.

A classificação prévia da 20ª semana do Distanciamento Controlado, divulgada na sexta-feira (18) trouxe cinco bandeiras vermelhas concentradas nas regiões Metropolitana e Missioneira.

Com isso, a maior parte do território gaúcho ficou em cor laranja – são 16 regiões classificadas com risco médio. Nenhuma aparece em risco baixo (bandeira amarela) altíssimo (preta) – não registrado até hoje.

Houve avanços nos indicadores de propagação da doença e de capacidade de atendimento na última semana. Entre os destaques, estão a queda de 3% em internações por Covid-19 tanto nos leitos clínicos (de 803 para 778) quanto nos de UTI (713 para 693).

O número de óbitos pela doença apresentou leve queda, sendo considerado estável, entre as duas últimas quintas-feiras (de 340 para 338). O número de casos ativos aumentou 7% (de 10.066 para 10.793).

Regiões em cogestão

Entre as regiões classificadas com bandeira vermelha, estão Porto Alegre, a única que permanece, e Novo Hamburgo, Guaíba, Santo Ângelo e Cruz Alta, que estavam na laranja.

Dessas, apenas Guaíba não aderiu ao sistema de cogestão do Distanciamento Controlado.

Alertas

Chamou a atenção da equipe que monitora o modelo o elevado crescimento nas hospitalizações por Covid-19 em 10 regiões: Cachoeira do Sul (133,3%), Cruz Alta (83,3%), Uruguaiana (50%), Ijuí (41,7%), Novo Hamburgo (40,4%), Lajeado (31,8%), Santa Rosa (23,1%), Santo Ângelo (22,9%), Pelotas (21,6%) e Taquara (21,4%).

DESTAQUES DA 20ª RODADA

• número de novos registros de hospitalizações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) de confirmados Covid-19 aumentou 6% entre as duas últimas semanas (997 para 1.061);

• número de internados em UTI por SRAG reduziu 4% no Estado entre as duas últimas quintas-feiras (917 para 884);

• número de internados em leitos clínicos com Covid no RS reduziu 3% entre as duas últimas quintas-feiras (803 para 778);

• número de internados em leitos de UTI com Covid no RS reduziu 3% entre as duas últimas quintas-feiras (713 para 693);

• número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid no RS aumentou 5% entre as duas últimas quintas-feiras (de 583 para 614);

• número de casos ativos aumentou 7% entre as duas últimas semanas (de 10.066 para 10.793);

• número de óbitos por Covid-19 ficou praticamente estável entre as duas últimas quintas-feiras (de 340 para 338).

As regiões com maior número de novos registros de hospitalizações nos últimos sete dias, por local de residência do paciente, são Porto Alegre (304), Caxias do Sul (102), Passo Fundo (87), Canoas (77) e Novo Hamburgo (73).