AO VIVO

A Vigilância Epidemiológica de Pelotas divulgou, no fim desta semana, a primeira pesquisa sobre o perfil profissional das pessoas contaminadas pelo coronavírus na cidade. Segundo a análise, os profissionais da área da saúde são os mais afetados pelo vírus (25,8%), seguidos por pessoas que atuam no atendimento do comércio em geral (16,7%), e pelos aposentados (10,1%).

A análise, feita com o apoio do Observatório de Segurança Pública, considerou os casos registrados até o dia 2 de julho (quinta-feira), quando a cidade tinha 283 infectados pela doença, 190 recuperados e registrava quatro óbitos. Até terça-feira, 30 de junho, 6.855 pessoas haviam sido testadas para Covid-19 no Município, independente do resultado ter sido positivo ou negativo para infecção pelo vírus.

A chefe da Epidemiologia da SMS, Carmem Viegas, esclarece que algumas categorias de trabalho foram agrupadas por afinidade, como é o caso de quem atua com atendimento ao público. “Profissionais que atendem no comércio, seja de alimentos, seja vestuário, seja de outro ramo foram reunidos para fins de contagem”, explica Carmem. 

Entre os perfis que também estão contemplados no documento, estão os estudantes, que representam 5,2% dos casos, os administradores de empresas, que são 4,5%, seguidos das pessoas denominadas “do lar”, com 4,2% dos registros até o momento. Profissionais do transporte, da educação, da indústria e da segurança pública também aparecem entre os infectados pelo coronavírus, apesar de em menor número se comparado aos cinco ramos com mais casos verificados.