Mercado piora estimativa de inflação para 2015 pela oitava semana seguida

Escrito em e arquivado em Economia.

Os economistas do mercado financeiro elevaram para 8,46 % a estimativa para a inflação deste ano. Na semana anterior, a projeção era de 8,39 %.   A previsão para o comportamento da atividade econômica foi reduzida. Os números constam em pesquisa conduzida pela autoridade monetária com mais de 100 instituições financeiras. A previsão dos analistas… Leia mais »

OCDE prevê recuo de 0,8% na economia brasileira neste ano

Escrito em e arquivado em Economia.

A Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico divulgou relatório de perspectivas econômicas nesta quarta-feira, em Paris. De acordo com a organização, o Brasil sofrerá uma contração da economia ao longo do ano e terá recuperação gradual a partir do fim do ano. A previsão para o PIB brasileiro este ano é de recuo… Leia mais »

Inadimplência sobe pela primeira vez desde julho de 2014

Escrito em e arquivado em Economia.

  As principais causas são a inflação e custos dos empréstimos mais alto, conforme dados divulgados pelo Banco Central, o nível de inadimplência das pessoas físicas em empréstimos com recursos livres subiu. A inadimplência de pessoas física registrada em crédito direcionado também aumentou. O calote das empresas também cresceu, o custo médio dos empréstimos livres… Leia mais »

IGP-10 registra 0,52% de aumento em maio

Escrito em e arquivado em Economia.

Conforme apontamento da Fundação Getulio Vargas (FGV), o Índice Geral de Preços 10 aumentou 0,52% em maio. O índice é inferior à taxa de abril, que foi de 1,27%. O IGP-10 registra a inflação de preços de matérias-primas agrícolas e industriais, bens e serviços finais e mede a evolução de preços do dia 11 do… Leia mais »

Expansão da inadimplência gaúcha é menor do que a média brasileira

Escrito em e arquivado em Economia, Estado.

Conforme levantamento mensal do SPC Brasil, a elevação na região Sul foi de 3,44% em março, enquanto o índice nacional ficou em 3,76%. Em contrapartida, o número de dívidas em atraso dos gaúchos cresceu 3,89% no mesmo período e ficou ligeiramente acima da média do País, que chegou a 3,46%. Conforme o presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do… Leia mais »

Para Joaquim Levy, aprovação de parte do ajuste foi vitória da sociedade

Escrito em e arquivado em Economia.

A Câmara dos Deputados aprovou a Medida Provisória 665, que altera as regras de acesso ao seguro-desemprego, ao abono salarial e ao seguro-defeso. De acordo com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, a medida provisória faz parte de um tripé do ajuste fiscal. Segundo ele, a Medida Provisória 664, que restringe o acesso ao benefício da… Leia mais »

Mercado amplia previsão de retração no PIB em 2015 para 1,18%

Escrito em e arquivado em Economia.

A estimativa é do centro (mediana) do Banco Central. Os dados fazem parte do boletim Focus desta semana. A previsão para a taxa Selic aumentou e a estimativa é de 13,50%. A Selic é o principal instrumento do governo para controlar a inflação. O IPCA, que mede a inflação oficial, está estimado em 8,26%. O… Leia mais »

Superávit do setor público no primeiro trimestre é o pior desde 2009

Escrito em e arquivado em Economia.

Segundo o Banco Central, governos federal, estaduais, municipais e empresas estatais pouparam R$ 19 bilhões de reais. A economia foi para pagar juros da dívida. É o pior trimestre do superávit primário do setor público desde 2009. O setor inclui os governos federal, estaduais, municipais e empresas estatais. O resultado trimestral caiu 26% em relação… Leia mais »

Governo Central registra superávit em março

Escrito em e arquivado em Economia.

O governo central, que reúne Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central, registrou superávit primário foi de R$ 1,463 bilhão de reais em março. O número significa o que o governo economizou para pagar juros da dívida pública no mês passado. O número representa queda de 54,3% na comparação com o mesmo período de 2014…. Leia mais »

Desemprego sobe para 6,2% em março

Escrito em e arquivado em Economia.

A taxa de desemprego medida mensalmente pelo IBGE subiu de 5,9%, em fevereiro, para 6,2% no mês de março, informou hoje (28) o instituto na Pesquisa Mensal de Emprego. Em março do ano passado, a taxa alcançou 5%. De acordo com o IBGE, o rendimento real habitual do trabalhador foi R$ 2.134,60. O desemprego registrado… Leia mais »