No trabalho desenvolvido pela Secretaria de Serviços Urbanos e Infraestrutura (Ssui), os brinquedos passam por pintura e conserto das estruturas, quando há algum defeito, e os locais recebem limpeza e roçado, bem como bancos e lixeiras. O objetivo é estimular a ocupação dos espaços públicos e das áreas verdes de Pelotas.

A 50ª praça requalificada fica no Fátima, ao final da rua Mário Menegheti, e conta com escorregador, gangorra e balanços, bem como mobiliário urbano. Antes, a comunidade da Santa Terezinha já havia sido beneficiada, com a revitalização do espaço localizado ao lado da Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro.

Atualmente, Pelotas conta com 96 praças e deste total, 12 foram criadas nos últimos oito meses. A equipe de Praças da Ssui esteve, durante este ano, na Cohab Lindóia, no Centro, nas Três Vendas, no Balneário dos Prazeres, no Fragata, no Arco-Íris, no Areal, no Navegantes e em dezenas de outras regiões. Os cinco servidores responsáveis efetuam as reformas também com foco na sustentabilidade, reaproveitando alguns dos materiais descartados corretamente em um dos quatro Ecopontos do Município.

Reaproveitamento

Tintas, madeiras e ferros são transformados pelos funcionários na Oficina de Brinquedos da secretaria, dando nova vida aos entulhos coletados. Além da ação do tempo, o vandalismo é outro motivo da deterioração de mobiliário e parquinhos: em algumas situações, no dia seguinte à reinstalação, já se encontram estragados.

Todavia, a depredação não é motivo de desânimo para a equipe. O coordenador de Praças da Ssui, Sérgio Bizarro, garante que a manutenção dos espaços existentes continuará sendo executada, e que a criação de novos locais do tipo é uma das metas do setor. Segundo ele, a ideia é promover ações de inclusão nas comunidades, em lugares de interação capazes de incentivar os vizinhos a se conhecerem.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Foto: Reprodução/Divulgação/Ssui

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)