O Escritório de Desenvolvimento Regional da Universidade Católica de Pelotas (EDR/UCPel) divulgou os Programas e Projetos de Extensão Universitária aprovados para 2019. Nesta quinta-feira (21), em uma reunião com a Pró-Reitoria Acadêmica, os coordenadores puderam se aproximar das perspectivas para o ano letivo.

Este ano, foram aprovadas 13 das 16 propostas submetidas via edital. Ao todo, 50 colaboradores (entre professores e funcionários) estarão envolvidos nas atividades extensionistas, totalizando 92 horas semanais. Para os acadêmicos, os projetos ofertam 162 vagas como bolsistas voluntários e remunerados.

Segundo a pró-reitora acadêmica, Patrícia Giusti, o grupo de coordenadores será responsável por alavancar ações na sociedade – meta do planejamento estratégico da Universidade. Além disso, se pretende curricularizar a extensão em todos os cursos da Católica e fomentar a reflexão para as graduações na modalidade a distância. “Queremos aplicar a política da extensão para agregar ainda mais na formação integral dos nossos alunos”, explica.

Outro objetivo está na integração dos Programas e Projetos. Em alguns meses, alunos e professores poderão contar com novo espaço do EDR: um ambiente em formato coworking, voltado à conexão das propostas, encontros e fortalecimento enquanto equipe e Universidade. “A única forma de fazermos bem feito é fazermos juntos”, avalia o coordenador do EDR, Ezequiel Megiato.

O novo espaço também irá colaborar para redesenhar e discutir práticas e processos, e servirá como canal para feedback entre os projetos e a Católica. Para a coordenadora do Programa Sustentabilidade no Habitat Social, professora Joseane Almeida, os encontros serão importantes para lapidar os processos e fomentar a interdisciplinaridade.

Dentre os próximos passos, o EDR planeja a eleição de uma comissão permanente de acompanhamento e avaliação dos programas e projetos. Ainda, realizar um momento da extensão em 25 de abril – dia destinado a expandir as propostas na Universidade, sociabilizar e atrair novos alunos. “Temos um universo ainda pequeno, mas cursos com grandes potencialidades”, acredita a pró-reitora.

Veja as atividades de extensão aprovadas:

Atenção Fisioterapêutica na Comunidade
Atenção Odontológica Hospitalar
Atenção odontológica nos primeiros mil dias de vida: promoção da saúde bucal materno infantil nos serviços de saúde da UCPel (SB Mãe-Bebê)
Avaliação da colonização do Estreptococo do Grupo B em gestantes atendidas nos ambulatórios de pré-natal da UCPel
Laboratório de Acervo Digital (LAD)
Núcleo de Economia Solidária e Incubação de Cooperativas (NESIC)
Projeto Horizontes
Programa de Extensão Educação na Comunidade
Projeto de apoio à inclusão Digital e Cidadania
Projeto Salvar – ensino de compressões cardíacas para alunos do ensino fundamental e das faculdades de medicina e enfermagem da UCPel
Quanto custa o seu negócio?
Relações étnico-raciais na sociedade brasileira: racismo e saúde um debate necessário
Sustentabilidade no Habitat Social
Os Programas de Apoio às Práticas Patrimoniais e Direito na Comunidade, aprovados no edital de 2018 com vigência de dois anos, também integram a lista.

Redação: Piero Vicenzi

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)