Com intenção de controlar surtos de doenças como o sarampo, o ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, sugeriu que estados e municípios se unissem em um pacto pela vacinação no país.

A orientação é que postos de saúde adaptem seus horários de atendimento conforme a rotina dos moradores. Creches e escolas serão mobilizadas para reforçar a vacinação, além de alertar os pais para atualizarem a carteira de vacinas de seus filhos.

Segundo informações do Ministério da Saúde, 49% dos municípios brasileiros não atingiu a meta de vacinar 95% do público-alvo necessário.

O modo mais fácil de evitar a infecção é através da vacina, oferecida de forma gratuita nos postos de saúde. No ano passado, 10,3 mil casos foram confirmados, sendo 90% deles no estado do Amazonas. Nos dias atuais o trabalho que está sendo feito, além do tratamento, é determinar quais áreas são mais vulneráveis.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)