Mais de R$ 7,6 milhões totalizam o investimento que vai transformar a rua Marechal Deodoro, através da organização da circulação de transporte coletivo, de veículos e de pedestres. As intervenções na via fazem parte do contrato superior a R$ 18 milhões, somados recursos próprios e do Ministério das Cidades, que inclui as ruas Gomes Carneiro e General Osório. O trabalho iniciou-se na manhã desta quarta-feira (4).

A requalificação da Marechal Deodoro abrangerá 3,2 quilômetros de extensão, entre as ruas Guilherme Wetzel e Gomes Carneiro. Entre os benefícios da execução do projeto, estão a melhoria da qualidade visual do espaço urbano e das condições de trafegabilidade na via pública.

As escavações começaram na quadra entre as ruas Guilherme Wetzel e Leonardo Colares, em local que receberá placa de concreto correspondente à primeira parada de ônibus. O corredor exclusivo para transporte coletivo, à direita sentido zona norte/Centro, terá início no entroncamento da rua Rafael Pinto Bandeira e fim na Gomes Carneiro. Nas quadras iniciais da requalificação, as paradas de ônibus serão com placas concretadas na pista.

      Agentes de trânsito sinalizaram a interrupção da quadra e mantiveram-se presentes para prestar orientação no primeiro dia de obras.

Intervenções

O projeto prevê a construção de corredor de ônibus, a exemplo da General Osório; capeamento asfáltico; abrigos de estrutura metálica, com cobertura, fundos e laterais de vidro; alargamento de calçadas; rampas de acessibilidade; paisagismo; mobiliário urbano; sinalização; e iluminação pública.

A reestruturação do sistema de mobilidade urbana da rua Marechal Deodoro está sob responsabilidade da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag). A obra é executada pela empresa SBS Engenharia Ltda.

A Secretaria de Transporte e Trânsito (STT) vai monitorar todas as alterações necessárias durante a obra e prestar as informações sobre desvios e caminhos alternativos com antecedência para a população.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)