Uma nova atração prevista para ser construída no Santuário Nossa Senhora de Guadalupe – localizado na Cascata- deverá aumentar o fluxo de pessoas que visitam o espaço arborizado e com vista panorâmica da cidade de Pelotas. Um edital lançado pela Mitra Arquidiocesana e Universidade Católica de Pelotas (UCPel)seleciona artistas para recriar as 14 estações da via sacra. As obras ficarão expostas permanentemente em uma trilha ao ar livre, e deverão ajudar a tornar o Santuário uma espaço voltado para a vocação turística religiosa.

Outras ações como a construção da Capela dos Milagres, Capela das Velas, Campanário com Sino, Portal de Entrada, lancheria e loja de artigos religiosos, por exemplo, já ocorreram e estão transformando o parque. As próximas serão a representação de um presépio em tamanho real e reforma de uma pousada com 36 habitações, adianta o padre Marcus Bicalho Rodrigues. “Nossa ideia é que o Santuário possa ajudar a Mitra a cuidar das suas ações sociais como Caex, Instituto de Menores e Caritas”, informa.

Com o lançamento do edital, padre Marcus espera atrair um maior número de interessados. Os artistas terão total liberdade de criação das estações e poderão se candidatar para as 14 ou apenas para aquelas que tiverem interesse. Para auxiliar nos custos, cada proposta terá o auxílio de até R$ 4 mil reais. “Sabemos que o valor é pouco e não paga a obra de arte. Nossa intenção é remunerar minimamente os custos do artista”, explica. No entendimento de Rodrigues, o maior valor deverá ser a obra exposta e a divulgação do artista.

Serão aceitas propostas de pintura, desenho, gravura, cerâmica, tapeçaria, escultura, fotografia, instalações e outras linguagens plástico-visuais. Conforme padre Marcus, a intenção é ter cada estação representada de um jeito, e que os artistas utilizem a própria intervenção na mata para a elaboração das propostas.

A trilha escolhida para receber as 14 estações – a 15ª será dentro do Santuário – possui nível de dificuldade médio e que requer um certo esforço físico. “Escolhemos reproduzir a via sacra em uma trilha mais fechada para o caminhante sentir um pouco das dificuldades enfrentadas por Jesus exatamente naquele momento da vida, na condenação, flagelo e crucificação”, justifica.

O edital será aberto ao público e não é necessário ter identificação com a religião católica. Críticas sociais atuais também podem ser utilizadas para representar as estações, adianta padre Marcus. “A queda de Jesus, por exemplo, pode ser uma queda simbólica, em uma sociedade com gente passando fome e um Congresso Nacional com muitos privilégios. Isso é uma grande queda de Jesus na construção do reino”, sugere.

Vocação para o turismo

Há anos, o Santuário de Guadalupe vive praticamente da Romaria de Guadalupe, quando 20 mil pessoas transitam pelo espaço. Os novos investimentos já vem garantindo incremento de público, especialmente em finais de semana com sol. De acordo com padre Marcus, com a reforma da pousada, a expectativa é aumentar ainda mais o público que aproveita a natureza do local para o lazer.

Contatos com agências de turismo começarão a ser feitas para incluir o Santuário no roteiro do turismo religiosa. Com as reformas no prédio e instalação de internet, empresas começam a utilizar o local para a realização de eventos. “Antigamente todo esse espaço era utilizado apenas para retiros religiosos. O local, por ser grande demais, precisava ter mais atividades”, avalia Marcus.

As novas fontes de renda deverão ajudar a Mitra Arquidiocesana na manutenção do local. A intenção é que futuramente, com o incremento gerado pelo turismo, o Santuário passe a custear as obras sociais realizadas pela Arquidiocese de Pelotas.

Inscrições

Os artistas interessados em acessar o edital devem enviar propostas de 11 de dezembro a 26 de janeiro. As propostas devem ser entregues pessoalmente ou enviadas para a Coordenação do Evento Via Sacra, Praça José Bonifácio, 104, Pelotas.

A seleção será realizada por meio de comissão indicada pela Mitra Arquidiocesana, considerando os aspectos: relevância com o tema proposto, originalidade, relevância técnico-artística da proposta, custo atribuído sendo compatível com o espaço destinado, adequação às intempéries e conservação dos recursos naturais (local das estações). O resultado das propostas selecionadas será publicado dia 06 de fevereiro.

As propostas apresentadas devem estar adequadas as seguintes estações da via sacra: – Jesus é condenado à morte por Pilatos; Jesus carrega a sua cruz; Jesus cai pela primeira vez; Jesus encontra a sua Santa mãe; Jesus recebe socorro de Simão para carregar a Cruz; Veronica enxuga a Face de Jesus; Jesus cai pela segunda vez sob o peso da Cruz; Jesus fala às mulheres de Jerusalém; Jesus cai pela terceira vez sob o peso da Cruz; Jesus é despojado de Suas vestes; Jesus é pregado na Cruz; Jesus morre na Cruz; Jesus é descido da Cruz; Jesus é sepultado.

Redação: Rita Wicth – MTB – 14101

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)