Na tarde ensolarada deste sábado (13/8/16), um grupo de pessoas se reunia no hall do Casarão 6 (casa amarela da Praça Cel. Pedro Osório) e ouvia, atentamente, orientações de como devem agir no evento de três dias consecutivos que deve movimentar Pelotas na quarta edição do Dia do Patrimônio, que este ano tem por tema a Ocupação Feminina. Ao todo, 60 voluntários vão atuar como “agentes do Patrimônio” nos dias 19, 20 e 21 deste mês e auxiliar as pessoas nas visitas aos 18 espaços que integram o patrimônio histórico e cultural de Pelotas.
Os agentes receberam a camiseta que usarão no evento – e que ajuda o público a identificá-los -, foram orientados a se informar sobre o local em que vão estar e sobre a programação geral para poder informar os visitantes e, sobretudo, foram estimulados a convidar as pessoas para que participem do Dia do Patrimônio.
Os agentes, que não recebem pagamento pelo serviço, estarão distribuídos, em geral, em duplas, e devem estar preparados para fornecer as informações básicas sobre o espaço (a maioria deles um prédio histórico) pelo qual estiverem responsáveis.
Foi lembrado durante a capacitação que o patrimônio de um povo vai muito além dos seus bens materiais. O Dia do Patrimônio é uma excelente oportunidade para que a população se aproxime dos prédios que contam parte importante da história da cidade, mas não se deve considerar menos importantes as pessoas que viveram essa história e contribuíram para a formação da cultura local.
Após a palestra, o grupo teve um passeio guiado por Denise Heres, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sdet), no entorno da Praça Coronel Pedro Osório, para conhecer um pouco dos prédios que compõem o Centro Histórico e estarão participando do Dia do Patrimônio.
Bandeirolas colorem a cidade
Nos últimos dias, pelotenses e visitantes começaram a perceber um colorido diferente pelas ruas da cidade. Até terça-feira devem estar afixadas mais de 40 bandeirolas que identificam os espaços públicos e os tipos de tombamento dos prédios históricos que participam do evento:
* verde – federal;
* vermelha – estadual;
* azul escuro – municipal;
* amarela – imóvel inventariado
* azul claro – participação.
Durante os três dias do evento, 18 espaços e prédios históricos – públicos e privados – estarão de portas abertas ao público para visitação. Também haverá atividades na Esplanada do Theatro Sete de Abril (Pça Cel Pedro Osório), no Largo do Mercado Central, no Parque da Baronesa, na Colônia Gruppelli (tarde de sábado) e no Balneário dos Prazeres (tarde de domingo).

362bf8b8b752aad90d8fa1326452b2db

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)